Existe um tipo de mulher que você conhece, jovem, toda charmosa, com seu jeito peculiar de ser e muito atraente até que de repente você descobre que ela tem filhos. Sim, F-I-L-H-O-S.

Ela é mãe solteira ou mãe divorciada, uma princesa, mas na cabeça de homem preconceituoso tem a tarja preta gritando: “ela tem filho seu idiota, caia fora, furada, tem outro macho rondando a casa dela, incêndio!”

Vai deixar na passar?

Vai deixar essa passar?

Pois é, esse cenário não é muito incomum na nossa geração em que os casais se iludem na ideia do casamento muito cedo, tem filhos e depois despirocam. Ainda tem os descuidos com a gravidez  que fazem a gurizada engravidar precocemente ou aquelas mulheres que simplesmente resolveram ter uma produção independente. Todos motivos legítimos e que não importam nesse contexto do texto.

Independente do cenário o nível de complexidade é diferente de uma mulher livre e desimpedida. O mesmo vale para os homens que já tem filhos.

Se essa mulher com filhos já fechou a fábrica existe um outro aspecto em particular se o cara quiser ter seus próprios filhos com ela.

Toda essa engrenagem passa na cabeça do homem que em alguns minutos pensa: “ela é ótima, mas não consigo ficar com uma mulher que já tem um filho com outro cara e eu serei o babaca que vai assumir uma criança que não é minha”

A probabilidade dele se envolver emocionalmente com a moça-mãe é muito alta se ela for incrível. Para aumentar a tortura mental desse cara as mães solteiras costumam ser incríveis, pois já não são aquelas meninas ingênuas que nunca tomaram pancada da vida. Ao contrário do que pensamos não são mulheres amarguradas (com exceções) com o passado amoroso, a maioria teve que aprender a ter jogo de cintura e entender que não existe certo e errado como uma caixinha fechada.

Agora falo diretamente para o homem que resolveu entrar nessa história. Tenha isso em mente bem claro.

 

1- O filho não é seu.

O fato do guri não ser seu filho não quer dizer que ele é um monstro, só uma criança que vai se relacionar com você na mesma intensidade e medida que se relacionar com ele.

 

2- Ela não é uma pedinte de ajuda.

O fato dela ser mãe não quer dizer que ficará pedindo para você pagar as contas do filho ou dar de mamar. Se você for homem de verdade e sem orgulho bobo poderá fazer isso como uma generosidade como faria com qualquer ser humano.

 

3- O filho dela tem um pai que participará da vida do filho.

A ideia de que ele tem um pai precisa ficar clara para não invadir territórios delicados da educação e personalidade da criança. Ele vai definir como e quando o filho passará o tempo livre. Respeite isso e seja amigável com o pai, do mesmo jeito que gostaria de ser respeitado.

 

4- Sua parceira não tem uma paixão secreta pelo ex só porque teve um filho com ele.

Sim, ela amou (ou sentiu tesão) esse cara, e daí? Você também já fez isso tudo, só não teve um filho. Então pare de ficar paranoico com isso. O amor dela pelo pai será simplesmente de gratidão e por uma história bonita que rendeu crianças adoráveis. Talvez ela confunda isso com amor secreto, mas pode ser só delírio, como muitas coisas que ela fantasia. Se isso for uma questão real, perturbadora e ela não colaborar deixe isso claro.

 

5- Ela terá que se dedicar ao filho.

Do mesmo jeito que ela trabalha, faz cursos e família também precisa cuidar da rotina do filho. Se você é o tipo de cara mimado que quer a mulher tempo integral com você ficará solteiro, pois cada vez mais as mulheres (com filho ou não) tem múltiplos papéis. Amélia acabou.

 

6- Pode ser que ela tenha que se acostumar com uma nova presença masculina na vida dela.

Talvez ela tenha se dedicado muito tempo para a maternidade, mais do que gostaria (e deveria) e ainda está se redescobrindo mulher, charmosa, desejosa e gostosa. Isso não é simples e você tem um papel importante nessa redescoberta, portanto, não force a barra ou tente apressar as coisas exageradamente.

 

7- Ela tem receio que você crie ilusões amorosas com ela, se apegue ao filho (vice-versa), você só esteja brincando de casinha e depois caia fora e faça o guri sofrer.

Seja honesto e diga que você também está se descobrindo entrando nesse mundo diferente. Não faça promessas irreais e nem se finja de morto.

 

8- Filhos dela nunca mais.

Talvez não seja o caso, mas pode ser que ela não queira mais filhos. Mas isso poderia ser qualquer mulher. Se esse é seu desejo mais forte na vida, vale a pena ser honesto e expressar isso e se a condição dela for fechada você tem o direito de seguir na direção que almeja. Ela vai compreender, mesmo que seja doloroso para os dois.

 

De maneira geral, entenda esse relacionamento como uma jornada incomum, mas de nenhum jeito problemática ou chata. Qualquer relacionamento tem seus elementos emblemáticos. Se é uma garota especial para você faça o melhor que puder por ela e por você e será incrível.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...