Será que o seu depósito emocional amoroso está em dia?

Você pode nunca ter percebido, mas existe uma balança emocional invisível instalada na sua relação amorosa. Repare.

Você encontrou a pessoa amada perguntou como foi o seu dia e lembrou de perguntar como andava aquela questão profissional que a estava incomodando. Ela, que talvez já tivesse relevado o acontecido, se sente prestigiada pela lembrança.

“Nossa, que delicadeza se importar”.

Esse gesto tão simples criou um tipo de moeda positiva depositada no mar de confusão e atribulações da vida. Casais inteligentes não enriquecem juntos somente na conta bancária. Sem uma boa contabilidade emocional, mesmo os mais milionários não se sustentam.

Se a conta bancária emocional do amor estiver recheada de méritos, numa fase de crise pessoal, ela pode sofrer alguns abalos e ainda assim se sustentar intacta. Tem gordura para queimar.

Agora pense numa situação em que você está numa fase ruim e pessoalmente conturbada, se contribuiu generosamente com grandes “depósitos” poderá fazer grandes saques. Todos estarão satisfeitos.

E não é questão de ser interesseiro ou acumulador e contar cada ação de forma fria e calculista, mas de uma forma até inconsciente de nutrir a felicidade do parceiro.

Agora pense numa conta negativa e desnutrida, diante de uma ventania de imprevistos, altos e baixos pessoais, o relacionamento inevitavelmente será arrastado para baixo.

Ah! É preciso não esquecer que o câmbio de cada um é personalizado. Algumas pessoas precisam escutar que são amadas, outras ver uma ação concreta (um carinho, um presente). Na hora de tocar o coração do outro é preciso falar na moeda do lado de lá e não na sua própria.

Algumas pesquisas americanas dizem que para cada ação ou palavra problemática precisaríamos compensar com três ou cinco agradáveis. Isso porque o cérebro se abala e rumina mais o negativo do que o positivo.

Lógico que esse assunto todo nem precisaria ser falado se você instintivamente é o tipo de pessoa que compartilha amor sem reclamação e cobrança e recebe sem resistência ou orgulho. De qualquer forma não custar manter o radar ligado para saber se a sua contabilidade está negativa e o que fazer para não naufragar num período de crise.

Captura de Tela 2014-08-26 às 10.05.17
* Frederico Mattos: Sonhador nato, psicólogo provocador, autor dos livros Relacionamento para leigos (série For Dummies)[clique], Como se libertar do ex [clique aqui] e Mães que amam (demais livros e cursos [aqui]). Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas pratica meditação, lava pratos, se aconchega nos braços do seu amor, Juliana e é pai de Nina.

Treinamentos online de “Como “salvar” seu relacionamento” e “Psicologia para não Psicólogos”

Youtube – SOBRE A VIDA [clique aqui]

Twitter – @fredmattos Instagram http://instagram.com/fredmattos  Snapchat – FREDPSI

Frederico A. S. O. Mattos CRP 06/77094