Par Perfeito

Em algum momento da vida você já deve ter criado a ideia de que havia uma pessoa reservada para você. Só para você. Como se fossem feitos um para o outro.

Notou como ela nem percebeu que ele é um pinguim?

Eu também já tive isso, tanto que numa certa época da vida me cadastrei naquele site de relacionamento que te ajuda a achar o par perfeito. Sim, eu participei disso, sem vergonha nenhuma. Ok, fiquei com um pouco de vergonha de confessar isso agora. Parece que participar desse tipo de site é um atestado de fracasso ou coisa do gênero. Quando eu dizia que estava cadastrado lá, as pessoas me falavam: “mas você?”. Sim, eu, quem sabe… Mas o motivo principal é que eu queria encontrar alguém que estivesse completamente fora do meu convívio e soubesse muito pouco a meu respeito. A expectativa de perfeição sobre mim era alta. Eu sentia um peso em relação às pessoas que me conheciam. Não sou super-homem e posso ser visto como especialista em relacionamento amoroso. Mas no meu relacionamento amoroso sempre sou um aprendiz, tropeço feio, como qualquer um. Essa expectativa de ser o par perfeito potencial me constrangia. Achei uma experiência curiosa, ali descobri pessoas interessantes, mas participei por pouco tempo.

No cadastro você precisa responder perguntas simples sobre você e o que quer de uma pessoa. Confesso que tive dificuldade de escrever sobre mim. E sobre a pessoa que eu queria? Terrível.

Com o tempo percebi que não existe exatamente um par perfeito, mas uma química perfeita. Aqueles pré-requisitos que você inventa na cabeça se mostram bem inúteis quando de fato é fisgado por alguém por quem se apaixona.

Química perfeita não significa gostos idênticos. Muito menos que vocês se entendem em cada detalhe.

Perfeito nesse caso é a disponibilidade real para se relacionar com certos impasses. Porque o perfeito que imaginamos não permite a frustração, o limite, o incompleto, o impasse, o desvio, o torto e o feio. E para ser honesto, a vida tem mais coisa torta do que reta.

Selecionar demais a pessoa perfeita pode ser um perigo tão grande quanto se atirar muito.

Vejo que homens e mulheres estão extremamente defendidos frente ao amor. Alegam que estão machucados, desconfiados, ressentidos, bloqueados, escaldados, enfim.

Por conta de todas as experiências ruins do passado dizem que é necessário o excesso de precaução.

Acho isso bem limitante. Imagine que eu estou começando num emprego novo, será que eu deveria dar o meu pior por conta das insatisfações, abusos e queixas da empresa anterior?

Acredito piamente que essa estratégia de se proteger exageradamente no fundo é uma bela desculpa para ficar preso no passado, sem novidade ou risco.

Perfeito não existe, mas disponibilidade para conhecer e se render ao outro sim. E isso depende de você e não dos outros…

Aprendi algo valioso nas aulas de dança. A melhor dança é aquela que faz você se movimentar, o tempo e o aprimoramento se encarregam de deixar as coisas mais bonitas. Na dúvida, ainda vale a pena tentar.

Ps: Vários pacientes conseguiram encontrar seu par perfeito nesses sites de relacionamento, então, não tenha vergonha de procurar pessoas em qualquer canal que puder.

Ps2: Isso não é uma campanha publicitária. hahahaha

____________________

Outros artigos de interesse 

O que falar para alguém que está prestes à morrer? – Nota de falecimento de R.

“Você me completa”

“Você não vale nada mas eu gosto de você!”

Como funciona a química de um relacionamento amoroso

Não f#@e e não sai de cima

Como voltar a ter confiança depois de tanta desilusão amorosa?

Eu tenho medo de me apaixonar

Todo amor é platônico

Você nunca mais vai amar do mesmo jeito

Por que meu relacionamento acabou?

Como exorcizar da sua vida alguém que se relacionou amorosamente?

Amor e histórias inacabadas

Amor profundo

As várias máscaras do amor

Não leve uma mulher muito à sério

Coisas estúpidas que uma mulher pode fazer por um homem

8 sinais do término de um relacionamento amoroso

Como seus pais influenciam no seu relacionamento amoroso

3 vilões dos relacionamentos: carência

3 vilões dos relacionamentos: apego

3 vilões dos relacionamentos: jogos de poder

Dificuldade em perdoar

“Ele me deixou e não deu explicações”

Tomei um pé na bunda! 

Por que meu relacionamento acabou?

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • FERNANDAPA

    Perfeita a ilustração escolhida para o texto!

  • Eu também já me cadastrei nesse site! rsrsrsrs
    Pois bem….filmes são um exemplo da fantasia gerada em torno dos relacionamentos.Os dois encontram alguém e se apaixonam(geralmente à primeira vista)muitas dificuldades que os impedem de ficar junto mas o final é feliz pra sempre ou um dos dois morre gerando aquela expectativa que encontrar o amor é algo eterno,pra sempre e quem acredita nisso não se dá conta que ”pra sempre” é muito tempo,muita responsabilidade,muito compromisso.
    Um relação de amor não precisa ser eterna pra ser verdadeira.
    Em relação às expectativas em cima de você,observo muito isso : um homem que sabe escrever,entender o mundo feminino já são vistos como perfeitos ”ora,enfim alguém que me entende” mas na hora da relação real não é assim,eu tenho consciência disso pois vários amigos me pedem conselhos e horas de conversas sobre o amor e me acham A mulher no entanto minha relação é um fracasso.
    Hoje aprendi a não criar expectativas em torno de ninguém.Aconteceu até um caso curioso dias atrás mas deixo pra outro post porque esse ficou enorme.
    Desculpe rsrsrs