Antes só do que mal acompanhado

* Por Frederico Mattos

Há quem prefira qualquer companhia, seja amorosa ou amizade, a permanecer sozinho. Acho um pouco estranho, pois penso que os relacionamentos são a fonte de nutrição emocional de uma vida.

Comparando um pouco é como comer fast food: pode até parecer saboroso, mas em menos de duas horas você está com fome e logo vai querer colocar mais porcaria para dentro. Ao manter companhias ruins por perto, nosso crivo diminui e sem perceber vamos tolerando situações detestáveis simplesmente por conveniência ou porque já estamos de mãos dadas com um sequestrador emocional.

solidao 3

Sei que garimpar boas companhias é trabalhoso, e que essas pessoas também são criteriosas, daí vem o desafio. Será que você é uma boa companhia ou está sempre reclamando, resmungando, fazendo escolhas ruins e se enfiando em enrascadas?

Para criar novas boas companhias você também precisa subir o seu critério pessoal, cultivar novos hábitos que realmente movimentem seu corpo, suas emoções, suas ideias e seu estado de espírito. Sem isso, seria tudo reclamação inócua.

Depois de melhorar sua própria qualidade de vida, o que fazer?

Saber o que quer para sua vida e qual rumo seguir. Este será o critério para caminhar sem distrações, interrupções e boicote pessoal. Em segundo lugar, delimitar seu espaço, pois as pessoas que foram acostumadas a viver na sombra de outra que tratava mal nem sempre sabem se posicionar. Muitas pessoas não sabem declinar um convite ou negar uma proposta desconfortável, acreditam que não podem desagradar ninguém.

Saber o que quer e deixar isso claro é um processo que seleciona os relacionamentos de qualidade e será natural que algumas pessoas se afastem para que outras com intenções mais agradáveis se aproximem.

Você se aproximaria de alguém que está cercado de pessoas tóxicas? Então deixe de lado as companhias que te fazem mal para abrir espaço àquelas que tragam algum tipo de alegria e bem-estar para você.

Boas relações são como boas refeições, saciam por mais tempo sem necessidade de comer tranqueira.

Você prefere se alimentar com mais qualidade emocional em menor frequência ou com mais gente e menos qualidade mais vezes?

*********

Precisa de AJUDA com Seu Relacionamento ?

Veja o vídeo abaixo: 

[vimeo 124753335 w=520&h=294]








___________

Avatar fred barba* Frederico Mattos: Sonhador nato, psicólogo provocador, autor do livro “Como se libertar do ex” [clique aqui para comprar] e “Mães que amam demais”. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas cultiva um bonsai, lava pratos, oferece treinamentos de maturidade emocional no Treino Sobre a Vida e se aconchega nos braços do seu amor, Juliana. No twitter é @fredmattos.

 

 

Revisão: Bruna Schlatter Zapparoli

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *