Amor de homem e mulher

Quando as pessoas relatam o tipo de amor que sentem por alguém sempre acho muito estranho a mensagem subliminar que vem acompanhada.

Dona Branca de Neve

Dona Branca de Neve

Ela: “Eu o amo tanto! O jeito que ele me trata, me olha, me deseja e faz tudo por mim”

Ele: “Fico tão feliz quando ela topa sair comigo e reconhece como me esforço para crescer na vida”

Observo que o condicionamento machista que recebemos por muito tempo imprimiu em homens e mulheres uma limitação específica do comportamento de gêneros.

Parece que o amor feminino espera receber algo e o amor masculino espera ser reconhecido naquilo que faz.

Na hora da paquera isso é ainda mais nítido, pois costuma ser o olhar masculino que valida o assédio que é recebido gentilmente pela mulher. Mais uma vez ela recebe a ação e ele atua.

Quando o relacionamento deslancha costumam brigar por motivos diversos.

Ela: “ele não se comunica comigo, não diz que me ama!” (se queixa mais uma vez que não recebe algo dele)

Ele: “ela está sempre me cobrando por tudo e já não sei mais o que fazer para agradá-la” (ele se sente impotente em dar algo de si)

Ainda que homens e mulheres possam ter falas como essa parece que ainda assim a frequencia maior ainda reflete como estamos um pouco aprisionados nesse modelo.

É como se implicitamente ela dissesse: “o que eu tenho para receber (amor, carinho, atenção, cuidado) ele não quer me dar” e ele diz: “o que eu tenho para dar ela não já não quer mais receber”.

Na hora do ciúme esse padrão se repete, pois a mulher costuma desconfiar: “o que será que ele está FAZENDO para aquela vagabunda, por que não me dá atenção”, ou seja, tudo é validado pelo que ele oferece e ela recebe.

Se o homem está calado ela questiona: “o que você tem?” (por que não oferece o seu olhar e sua fala para mim?), se ela está calada ele pensa com sorriso nos lábios: “ela parece calma” (acho que está saciada com o que tenho a oferecer).

Numa disputa amorosa com outra mulher tenta se colocar na frente da outra mulher para que ele a OLHE. Na disputa com outro cara o homem tenta fazer algo que impressione a mulher para que ela volte a reconhecer o que ele FAZ por ela.

Lembro de uma música dos anos 80 que dizia: “o que que ela tem que eu não tenho?”[http://www.youtube.com/watch?v=VGx91A5YswA], ou seja, uma visão passiva do amor como forma de algo que deixou de receber. Como se a própria pessoa não tivesse valor intrínseco se não for olhada ou amada.

Os contos de fada reforçam esse esteriótipo ao colocar no príncipe o poder de transformar a vida da donzela pobre num mar de encantamento. Ele coloca o sapato de cristal e a modifica de gata borrallheira para Cinderela, o outro beija a bela adormecida que acorda na realeza.

Quando um homem convida (age) uma mulher para passear é visto como comum, mas se uma mulher convida é vista por homens e mulheres como oferecida. A ação parece que só cabe e compete ao homem. E se perguntado a uma mulher porque não saiu com dado rapaz ela poderá dizer “ele não me convidou!”

Quando um homem não se posiciona sobre o fim do relacionamento muitas mulheres se lamentam: “porque ele não termina se não que mais nada comigo”. Eu sempre respondo: “por que mesmo que ele não diga não você não diz não para a negligência dele e cai fora”. Parece que é sempre o olhar masculino que define o rumo das coisas.

De alguma forma uma queixa feminina bem comum de ouvir é: “está faltando algo na relação”, ou seja, está faltando carinho, atenção, abertura e diálogo dele. Ela sempre esperando a ação dele dando significado nela.

Isso não tem nada a ver com egoísmo e altruísmo, mas de um movimento passivo e ativo na percepção do ato de amor.

Não sei a que conclusão chegar sobre esse tema, mas nesse raciocínio machista perpetuado por muitas pessoas parece que a mulher fica condicionada a não amar, mas amar ser amada.

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Patrícia Lopez Gagliardi

    Mas as mulheres além de cobrarem ser notadas, elas notam, elas elogiam, elas fazem de tudo por eles… Por isso os homens não sentem falta disso e a única coisa que os incomodam é as mulheres reclamarem q não recebem, pois eles já recebem.

    Eu topava sair com meu namorado, eu o elogiava sobre o q ele fazia etc… Mas eu tbm fazia muitas coisas e queria ver essa admiração dele por mim e não tinha, e eu cobrava, mas ele não entendia,

    o fato de as mulheres darem isso naturalmente, e os homens não, fazem das mulheres as chatas que cobram… Eu sinto isso…

    • FuiTapeado

      Traduzindo, mulheres notam, elogiam e fazem tudo pelos homens não por gostarem da pessoa, mas sim para cobrar, para esperar receber algo em troca, por interesse, por acharem que os homens às devem pelo que elas supostamentes fazem por amor.