Olhar de turista

Quantas vezes você já se flagrou olhando para as coisas como se tudo fosse óbvio?

Eu, milhares.

Olhar atento e curioso...

Mas o que leva um turista a vir para nossa terrinha e perceber detalhes que simplesmente ignorávamos pelo simples fato de estar tudo ali disponível?

O que nos leva a ir para outro país e olhar cada detalhe com encantamento? Os nativos daquele país certamente já se acostumaram com aquilo que nossos olhos veem como maravilhas.

Penso que nossa sensação de rotina nada mais é do que a perda dessa qualidade do olhar. Tudo permanece com a mesma beleza, mas nossos olhos se fazem cansados e passam sem cuidado sobre tudo.

E se pudéssemos olhar cada minuto de nossos dias como um turista curioso e fascinado?

Por apenas um dia faça essa experiência com você: deixe-se desacomodar da cadeira habitual, sente em outro lugar, vá para o trabalho por outro caminho, comprimente as pessoas de outra forma, olhe bem nos olhos delas, pergunte o nome do porteiro, diga obrigado ao lixeiro, abrace sua mãe com um calor especial, beije a pessoa amada de sopetão, coma um prato nunca experimentado, deite de ponta cabeça, vá numa balada com música que não costuma gostar, escreva com a mão oposta, olhe atentamente para o espelho, coloque ânimo no seu trabalho e…

Desabitue seus sentidos. Deixe de ser um zumbi. Desligue o automático. Tire fotos de sua casa como se fosse um patrimônio histórico e de seus entes queridos como nativos de um lugar exótico.

Brinde a vida e se delicie com cada minuto e lugar que contém em si mesmo apenas a mágica guardada no poder do seu olhar.

_____________________________________

Outros textos relacionados

Por que temos problemas?

7 tipos de felicidade

Síndrome de Domingo à noite

Vida Ideal e Vida Real