Você faz chantagem emocional?

Existe um tipo de traça que carcome os relacionamentos na vida cotidiana que é pouco falado.

Terreno apropriado...

A chantagem emocional.

Cena:

– Finalmente combinei com meus amigos aquela conversa no bar! – comenta eufórico o marido para sua esposa

– Hunf!

– O que foi? – ele insiste

– Nada.

– Sua cara fechou, você mesma me incentivou a reencontrar com eles – rebate indignado.

– Eu sei…

– Então…?

– Deixa pra lá, pode ir que eu fico aqui sozinha mesmo – resmunga cabisbaixa.

– WTF???

Se isso não aconteceu com você pelo menos uma vez na vida com certeza aconteceu com uma “amiga”.

A chantagem emocional é uma forma de impor a culpa no parceiro(a) por que ele não está correspondendo à altura as expectativas amorosas. É uma manobra feita por pessoas carentes e avarentas, pois gostam de restringir o bem-estar da outra pessoa só para si mesmas.

Penso que o relacionamento é um espaço de desenvolvimento mútuo, como uma escola, uma arena, um caminho, um local de treinamento emocional dos mais complexos. Quem dá abertura está formado numa bela universidade, até um phD em vida, afinal muito se pode aperfeiçoar nesse campo frutífero.

A chantagem é o tipo de erva daninha que chega de fininho e vem supostamente apoiada num sentimento de amor. Surge de uma pessoa que faz sacrifícios pessoais pela outra, mas que não vem sem um custo adicional. A pessoa que dá quer receber tudo sem perder nenhum centavo e para isso cria um constrangimento moral que inibe o outro para ser livre e feliz.

“Eu te amo, então você deve me amar!”. Essa é a mensagem subliminar. O clima emocional é claustrofóbico e sem muitas alternativas.

O que fazer num cenário que nossas emoções variam ao longo do tempo e nem sempre o êxtase do amor está no ar? Por que motivo cobrar uma condição que se manifesta de preferência num espaço saudável de liberdade?

O chantagista emocional exige ser amado, por esse motivo enfraquece o amor e despersonaliza a pessoa “amada”. Ela já não é uma pessoa livre, mas uma produtora de amor, não importa que ela tenha outros desejos, sonhos, vontades e caminhos a seguir.

A pretexto de ser amada a pessoa chantagista repele todos que estão ao seu redor e cria um ambiente de desconforto. Quando é deixada ela não sabe o motivo, já que se doava tanto.

O motivo foi simples, um amor pequeno que sufocou o nascimento do outro.

__________________

Leia também

Você ama minha sujeira

O que os olhos não veem o coração não sente

Toda mulher tem um amante

Amores virtuais

Como acabar com o amor

O fim dos jogos emocionais

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Ari

    Chantagem emocional não é nada legal. A pessoa que a recebe se sente culpado por algo que nao fez. E a pessoa que o pratica está precisando de uma boa dose de auto-estima e confiança.