Transtornos de personalidade: os certinhos

Você faz um comentário banal e a pessoa começa a questionar cada detalhe minuciosamente. Tintin por tintin! Esse é o nosso transtornado de hoje.

Mínimos detalhes

Esse transtorno tem o nome oficial de Transtorno de Personalidade Obsessiva, diferente do Transtorno Obsessivo-Compulsivo [leia mais].

Acostumados a enquadrar o mundo num grande esquema de binômios, essa pessoa só consegue ver a realidade sob a ótica do certo e do errado. Nada mais e nada menos. Com isso as dicotomias decorrentes: puro X impuro, justo X injusto, bem X mal, segurança X insegurança, limpeza X sujeira, punição X recompensa,

Não há meio termos, paradoxos, contradições aceitáveis ou maneiras pacíficas de administrar a realidade complexa que vivemos.

A vida para essa pessoa é um grande Excel, qualquer coisa que esteja fora disso a deixa indisposta, mau humorada e até irritada.

Está sempre com a mente ativa tentando controlar cada evento, pois acredita que há UMA ÚNICA maneira de fazer as coisas: a dela.

Detalhista ao extremo, está sempre tentando corrigir ou identificar padrões errados na moral ou estética à sua volta. Por isso tem dificuldade de cumprir tarefas simples, seu perfeccionismo a impede de seguir em frente sem checar cada pormenor.

Costuma eleger um ou todos aspectos da sua vida para manter a organização. Dos calçados, documentos, até as emoções, esta pessoa está sempre tentando padronizar e arrumar. Mas ela nem nota o quão obsessiva e obcecada é, as vezes chata! Nunca relaxa e pouco usufrui da vida, está sempre pronta para se ocupar de algo que não pode ser deixado de lado até a conclusão.

Se ela pudesse colocaria cada pessoa numa caixinha e tiraria só na hora que ela quisesse. O convívio social é um pouco torturante, afinal as pessoas sempre estão trazendo demandas imprevisíveis. Aliás, ela não gosta de surpresas, mudanças de agenda e se aborrece com desleixo dos outros.

Pessoa que se magoa fácil e se sente incompreendida por todos por buscar aquilo que é correto, justo e verdadeiro. Demora a perdoar uma ofensa, se fecha, faz bico e pode permanecer uma vida inteira ruminando aquele dia em 1900 que foi humilhada.

Adora trabalhar mais do que os outros para sustentar aquele orgulho silencioso e se sentir no direito de cobrar o mesmo desempenho de todos. No fundo, gosta de ver que foi a mais aplicada e que se sacrificou. Depois resmunga que ninguém reconhece seu esforço.

A culpa é sua companheira constante, além do sentimento de inadequação. Seu perfeccionismo à faz pensar que é insegura, mas na verdade ela é rígida e exigente para assumir um risco.

Está sempre um pouco amargurada por seu excesso de responsabilidade, simplesmente não consegue parar, corporal ou mentalmente. Sofre de constipação emocional (as vezes intestinal), pois tem dificuldade para liberar seus sentimentos e lidar com sua agressividade (falso pacato que reclama) e sexualidade (se solta pouco e tem dificuldade orgástica). Dançar é um verdadeiro suplício e nos ambientes de festas ela está sempre desambientada, já que não sabe brincar e rir sem um motivo justificado racionalmente.

Costuma se apegar ao trabalho como única fonte de reconhecimento pessoal e até se vangloriar disso. Fora desse ambiente não tem outro assunto e por isso costuma conviver com as pessoas do serviço.

Se leva muito à sério e acha todas as pessoas demasiadamente bobas e irresponsáveis. Purista ao extremo, tem grandes dificuldades de viver numa cultura latina, tão afeita a dramaticidade e improvisos.

Nos relacionamentos são bem difíceis de lidar, pois levam tudo ao pé da letra, totalmente incapazes de flexibilizar horários, compromissos e rotinas. Tem dificuldade em dar e receber carinho. O beijo na boca é até meio travado, pois o prazer é sempre algo perigoso que pode tirar tudo do eixo.

Ter um tempo para o lazer, para fazer nada e se relacionar com coisas novas e que desafiem seus limites são boas maneiras de começar a desfazer esse novelo complicado.

______________________

NOVA PALESTRA EM SÃO PAULO no dia 2 de junho de 2012 (sábado) das 14h as 17h sobre                           O PODER DA ENERGIA FEMININA    [CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS]

_____________________
Leia
sobre mais transtornos

Ansiedade

Transtorno Bipolar

Transtorno Obsessivo-Compulsivo

Síndrome do Pânico

Transtorno Depressivo

Esquizofrenia

Eu sou maluco?

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Lula

    metade disso tudo sou eu que bom meu amigo obrigado por isso