About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Claudia Teles

    Vou provocar…Sabe, Fred, eu não consigo deixar de pensar que existe um preconceito muito grande do David Deida, quando ele considera a mulher do terceiro estágio alguém capaz de se apaixonar por pessoas de ambos os sexos, mas não faz a contrapartida com o homem do terceiro estágio – que aparentemente não tem essa característica como algo que eleva o seu estágio de desenvolvimento da personalidade. Se ele parte da premissa que bissexualidade é evolução psíquica e emocional, então essa visão devia valer para ambos os sexos.Penso também, que ele atribuiu essa característica à mulher do terceiro estágio com um forte traço de desejo machista – uma vez que uma grande parcela dos homens tem como uma de suas principais fantasias sexuais e emocionais envolver-se com ou participar de jogos sexuais com mulheres bissexuais.Penso que ele julgou como uma qualidade evolutiva um traço que ele gostaria de ver nas mulheres dele. Existem muitas mulheres evoluídas, capazes de lidar com as mais variadas situações de vida, que são, sim heterossexuais, embora não tenham preconceitos com relação às escolhas sexuais das pessoas em geral – e que são sim, mulheres do terceiro estágio com forte conteúdo humanístico. O que você acha disso?

    • blogsobreavida

      Querida Claudia, de onde você tirou a ideia de bissexualidade no 3o estágio. isso não tem a menor ligação com orientação sexual. Você pode ser hetero, homo, bi, pan, a-sexual em qualquer estágio de desenvolvimento.
      O Deida nunca afirmou nada nesse sentido…
      Respondi?

      • Claudia Teles

        Muito bem respondido – retirei isso do depoimento da própria atriz no seu site.Penso que isso acabou me confundindo, afinal de contas, eu achava que evolução energética incluía com certeza por evolução da capacidade de relacionamento sexual e afetivo – energia tântrica.

  • Cris

    Oi Frederico, eu de novo questionando, hehe.. serio que vc ve td isso como “estágios”? E que uma pessoa passa necessariamente de um a outro? Isso td é tão cultural e histórico que vc até contextualizou historicamente esses três tipos de personagens sociais (a mulher do segundo estágio seria pós guerra por exemplo). Eu achei esse livro muito ruim, desculpe a franqueza..