9 dicas + 1 para mulheres duronas

Os homens estão se queixando também: tem muita mulher jogo duro hoje em dia. Assumiram a força que estava deixada de lado e agora querem dominar o mundo.

Coisa linda de ver, mas o problema é achar que isso vale para a vida inteira e no relacionamento amoroso.

Ainda bem que é só montagem...

Para você que acha que é muito dona de si, segue as dicas práticas:

1 – Deixe ele dirigir o carro sem abrir a boca ou se preocupar para onde vai. Se um imprevisto acontecer, sorria e o beije na boca.

2 – Diga o que sente sem ficar inventando nenhum termo filosófico, abstrato ou debate ideológico.

3 – Na cama seja o mais gentil, carinhosa e disponível quanto conseguir.

4- Cometa uma pequena loucura só para sair do seu mundinho cheio de regras.

5- Diga para ele algum desejo que quer  vê-lo realizando.

6- Deixe ele pagar a conta, abrir a porta do carro, convidar você para sair e se nada disso acontecer, peça a ele para fazer com um sorriso no rosto.

7- Sorria mais e critique menos.

8- Vista-se de maneira bem sedudora, sem roupas de homenzinho.

9- Fale delicadamente, sem tom impositivo e nem verbos no imperativo.

10- Curta cada momento da sua vida sem saber o que vai acontecer no minuto seguinte.

Ps: se você é uma mulher meiga, gentil e carinhosa, ignore esse post. Se achou as dicas machistas entenda que essa é uma forma de trazer uma sensibilidade maior para certos tipos de mulheres dominadoras. Isso pode ser aplicado não só no relacionamento com um homem, mas com qualquer pessoa.

________________________________________________

Artigos relacionados 

Amor profundo

Energia feminina

Energia masculina

O ganharao – Homem do primeiro estagio

A Amélia – Mulher do primeiro estágio

A Guerreira – Mulher do segundo estágio

Diferença entre o cérebro masculino e feminino

Tags :

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Pingback: 4 Dicas para Reaquecer uma Relação « Sobre a Vida()

  • Pingback: “Machucaram o meu coração!” « Sobre a Vida()

  • Pingback: Amar é realidade. Paixão é projeção. « Sobre a Vida()

  • Thaís Gimenez

    Anunciar que pode parecer machista, não deixa o post menos machista… 😛

    Eu reverencio as gerações de mulheres que vieram antes de mim e lutaram pela liberdade, autonomia e independência que eu tenho hoje… abrir mão de tudo isso é como apunhá-las (e a nós mesmas) pelas costas.

    Os homens que tem que se adaptar a nova realidade, não a gente… Eu sou super a favor da gentileza e da doçura, mas abrir porta de carro e pagar a conta é totalmente desnecessário e castrador para uma mulher independente. Eu quero ser tratada com respeito e não como uma boneca de louça.

    • Querida Thais

      Existem duas dimensões de uma discussão sobre gêneros masculino e feminino: a social-histórica e a psicológica.

      Eu abordei essa última. Quando me referi às mulheres eu explicitei que são aquelas duronas que perderam o contato com sua própria sensibilidade e sofrem mesmo dizendo que estão bem com essa postura. É importante não confundir posturas políticas com questões emocionais.

      Quando dou dicas, no fundo quero atingir uma dimensão mais profunda. Dentro dessas práticas sugiro algo que vá na direção de mobilizar uma postura mental diferenciada. Para algumas mulheres mimadas que sempre recebem tudo de todos é essencial abrirem a porta do carro com o próprio esforço. Mas para certas mulheres que se fecharam emocionalmente e nunca se permitem receber nada para ninguém acho que é um bom exercício receber algo de alguém, homem ou não.

      Na luta política se deve seguir os rumos naturais que as coisas seguem, mas no âmbito emocional noto que muitas posturas excessivamente radicais acabaram por evidenciar um machucado em algumas mulheres à pretexto de não se submeterem à ninguém.

      Quero ouvir mais o que você tem a dizer, vamos dialogando por aqui.

      Beijos

  • Cícera

    Que post mais caga-regras, isso é o que vc e os outros machistas q estão perdendo dia a dia a posição de dominadores querem, concordo com a Thaís, vocês é que devem se adaptar a nova realidade, toda mulher quer ser tratada com carinho e cuidado, e toda mulher, independente da orientação sexual, tem muita doçura dentro de si, ter doçura e querer alguém que cuide um pouco da gente sem perder tudo o que já conquistamos com anos de lutas femininas.
    Vista-se de forma sensual, fale delicadamente, sorria mais, seja gentil, só falta dizer ‘lave a louça, faça a comida, limpe a casa, leve cerveja, assista ao futebol calada, cuide dos filhos, esteja linda quando chegar no final de um dia cansativo de trabalho’…
    Por favor né, bola fora total com esse post Fred…

  • Janaina

    Eu achei o post meio machista, mas sabe? Eu sinto MUITA FALTA de ser tratada como uma boneca de louça. Se abrir porta de carro e pagar a conta é castrador, então que me castrem. Gosto de ser independente, mas tá faltando gentileza demais nesse mundo e a desculpa dos homens para isso é sempre a mesma: “Ah, mas vocês não queriam independência? Agora que aguentem”.

  • Ylzes

    É impressionante como diz o que não conseguimos entender em nós mesmas… Me identifiquei muito com o texto, posso tentar seguir estas dicas, mas, esse escudo que criamos acaba ‘falando’ mais alto. É um mecanismo de defesa se mostrar durona.