Mulheres nunca erram! Será?!?

Venho notando que a moral dos homens não anda muito em alta (não me lembro quando esteve). As vezes me envergonho dos homens enquanto categoria de gênero e apoio as críticas que são feitas.

Quando vocês olham assim nenhum homem consegue raciocinar direito

Sem dúvida nenhuma somos bem impulsivos, egocêntricos, teimosos, vaidosos e sabichões e isso causa desastres pessoais sem precedentes capazes de deixar qualquer coração ferido.

Toda a vez que escrevo um texto exaltando as limitações masculinas eu sinto a boca das leitoras salivar e o aumento do ímpeto de compartilhar o texto com todo mundo que conhece. Acho louvável, afinal os homens precisam ser alertados das besteiras que fazem, o objetivo do texto é esse.

No entanto, toda a vez que eu escrevo um texto que fale sobre as dificuldades femininas e suas atitudes tão infantis quanto às dos homens eu sempre recebo uma saraivada de críticas [leia mais]. Vejam bem, não tiro o direito de ninguém discordar dos textos, pois estou expondo ideias que merecem ser debatidas e questionadas. Mas meu pesar é quando vejo que para toda a crítica que se faz em relação à visão estreita de uma mulher recebo vários comentários do tipo “mas os homens também são assim”.

Posso confessar uma coisa? Isso soa para mim como se fossem crianças acusando outras, o que só confirma o aspecto do texto que fala sobre infantilidade nas mulheres também.

O mais desastroso dessa história ainda está por vir, pois nos relacionamentos amorosos o lema subliminar é: na dúvida, a culpa é do homem.

Homens atrasam compromissos com mulheres, esquecem de ligar em datas importantes, desmarcam compromissos em cima da hora, gritam e xigam sem necessidade. Mas depois de todo esse forrobodó, eles  sempre saem com o rabo no meio das pernas se desculpando de joelhos e pedindo clemência para todos os seus pecados mortais. Por que? Porque somos homens e homens são brutos, insensíveis, desonestos e sem coração. Incapazes de criar intimidade e expressar os nossos sentimentos somos acusados de tudo sem direito a recurso ou revogação de pena. O resultado é sempre o mesmo, sentimento de culpa, incapacidade, ódio de si mesmo e noites sequenciais sem receber um sorriso ou sexo.

Uma mulher pode atrasar, esquecer um compromisso, mudar de rumo em cima da hora, gritar, chorar, espernear e parece que sempre existe uma legislação universal que absolve qualquer insanidade com uma única alegação “ah, ela é mulher!”

E daí????

Entendo que a mulher vem sendo oprimida sexualmente, ideologicamente, politicamente e psicologicamente há milênios, mas isso não quer dizer que agora esse ressentimento coletivo deva recair e cegar as próprias mulheres para suas falhas.

Já ouvi inúmeras mulheres confessarem (amigas ou pacientes) que pegaram pesado com o parceiro só para se sentirem por cima e vê-lo humilhado e pedindo desculpas por uma coisa que ELAS fizeram por puro mimo.

Quando ouço os homens falarem poucas vezes eles conseguem argumentar por muito tempo e já assumem culpas sem hesitar.

É tão gritante como todas taxam os homens de um jeito diferente quando se compara os mesmos comportamentos entre os gêneros.

Eles querem espaço pessoal: egoístas. Elas: querem cuidar de si mesmas.

Eles tiram sarro: grosseiros. Elas: bem humoradas.

Eles atrasam: insensíveis. Elas: estão se embelezando.

Eles gritam: violentos. Elas: estão se defendendo.

Eles argumentam: manipuladores. Elas: protegendo os interesses do casal (que????)

Eles explicam: mentirosos. Elas: estão impulsionadas pela emoção do momento.

Eles estão com raiva: ogros. Elas: estão de TPM (e devem ser respeitadas)

Eles tentam convencê-las: manipuladores. Elas: querem o bem da relação.

Eles decidem a viagem: dominadores. Elas: precisam assumir o que o banana não faz.

Eles cantam: crianças bobas. Elas: estão felizes.

Eles veem futebol sem piscar: fanáticos. Elas (com novelas): querem conhecer a vida por ângulos diferentes.

Eles querem ver filme de guerra: obtusos. Elas (filmes de vampiro que brilham no sol): são sensíveis.

Algumas coisa está errada, percebem? Não tem escapatória, na dúvida a culpa é do homem.

Elas raramente pedem desculpa e fazem uma carinha de dengo que dobram as mais altas convicções masculinas.

Igualdade de direitos, concordo perfeitamente, amo a justiça acima de tudo, mas talvez seja a hora das mulheres assumirem à sua parte nessa história.

E agora explico porque não assumem, pelo simples fato de mulher são educadas a reprimir sua hostilidade e projetam nos homens sua agressividade (que eles também possuem), então cutucam, provocam, são ofendidas e alegam o quão agressivos os homens podem ser. Acho que isso bem limitante e reduz toda chance real de crescimento mútuo e ambos adormecem no relacionamento estagnados.

Eu aposto minha cabeça que nos comentários desse post aqui ou no Facebook certamente terei algum tipo de comentário que diga algo do tipo: “mas fazemos isso porque os homens blábláblá”

Mulheres, eu amo o universo feminino, mas chegou a hora de crescer tanto quanto vocês imploram para que os homens façam. Não vou nem entrar no assunto de quem manda na relação, né? Não quero revelar todos os segredos femininos de uma vez só…

E antes que digam que eu nunca pego no pé dos homens seguem alguns textos sobre o assunto: quando um homem vira um cafajeste, leitura exclusiva para homens, o que uma mulher madura espera de um homem, 10 diferenças entre meninos e homens,   por que ele é tão imaturo e infantil?

______________________

Outros artigos relacionados

Série Pare!

3 estágios da energia masculina e feminina

Uma mulher dá sempre jeito na vida de um homem

O carinho de uma mulher

Quando um homem vira um cafajeste

7 coisas que revelam a infantilidade de uma mulher

5 coisas que um homem pode aprender com uma mulher

Não leve uma mulher muito à sério

A grande tristeza de uma mulher – leitura exclusiva para homens

O que uma mulher madura espera de um homem!

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

8 Comments

  1. Achei machista este texto que as Mulheres Nunca Erram!
    Pra mim estas “desculpas” sempre existirão e não é isso que acaba com os relacionamentos.
    O que desgasta é a falta de transparência, o egoísmo e falta de confiança de ambos.
    Teoricamente mulheres são emoção e homens razão, mas as atitudes são emotivas dos dois lados… por medo de se machucar, sempre vale a pena atingir o outro…
    As Mulheres não tem que ser vistas como frágeis ou “fúteis” desse jeito, assim como nem todos os homens são brutos, mas sim como passando por um enorme desafio de assumirem suas vontades!

    Reply
    1. blogsobreavida

      Qual o machismo do texto, Cynthia?

      Dizer que mulheres estão sempre acusando os homens? Vê algo diferente disso?

      Reply
      1. Claudia Teles

        Mulheres do terceiro estágio, erram, assumem seus erros com desenvoltura, e se autocorrijem, aceitando críticas construtivas de forma serena,mas nem por isso aceitam ficar sendo eternamente recriminadas pelos erros do passado. Só homens sem estágio nenhum criticam as mulheres o tempo todo sem olhar para o próprio umbigo…

        Reply
        1. blogsobreavida

          Concordo! :)

          Reply
  2. Gostei muito do texto,é mais facil para a mulher se fazer de vítima e por a culpa no homem é difícil admitir erros e falhas,vc descreve varias situaçoes em que as mulheres preferem nao fazer ou fogem,ter uma DR pode ser uma desculpa para dar o primeiro passo.Eu admito que é simples por a culpa nos homens.

    Reply
  3. Olá pessoal! Descobri o blog lendo a papo de homem,e sempre que possível tenho lido os artigos, na maioria excelentes. Gosto muito dessa área de relacionamentos e acho interessante como cada um pensa sobre isso e como lida com essas situações. Sobre o artigo, correto mais uma vez, e o mais engraçado que tudo o que foi dito pelo Frederico a nossa amiga Cynthia reproduziu logo acima… hehehe… Adoro as mulheres, sempre confusas e tentando inverter as situações. Abraços!

    Reply
  4. Clap…

    Clap… Clap… Clap Clap Clap Clap Clap Clap!!!

    Reply
  5. Concordo com você, Fred. Ninguém é perfeito. E é muito duro aceitar isso. Falo por mim mesma: eu já culpabilizei os homens sem perceber o quanto isso era ridículo… E mesmo que a culpa fosse do cara, o sentimento de raiva, de repulsa, de tristeza, de fracasso está em mim, então, sou eu quem devo mudar. Além disso, muitas vezes aquilo que reclamamos no “outro” está em nós também… Vai entender essa loucura? rs

    Essas coisas já sou capaz de reconhecer, mas ainda tenho dificuldades em transmutar esses sentimentos inferiores… Ó, céus! rs rs rs

    Quando li esse texto só lembrei de uma frase que li em outro post seu:

    “Onde o amor impera, não há desejo de poder; e onde o poder predomina, há falta de amor. Um é a sombra do outro.” – Carl Gustav Jung

    No fundo estamos falando de relações de poder e não de amor… Eu queria amar mais e desejar menos o poder… rs rs rs

    (Isso é possível ou teremos que reencarnar muitas vezes ainda??? rs )

    Um grande beijo e espero encontrar muitos textos seus para dialogar comigo mesma (e com os outros).
    Priscila

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *