Traição masculina

Homem fiel é bicho em extinção dizem as mulheres. Curiosamente conheço uma porrada de caras que não traem. E aqueles que traem vejo que a maior causa de traições se deve muito pouco à sexo.

Cena clássica

Falar mal de homens e defender as mulheres virou moda agora. Tente proteger alguma ideia masculina e você será tratado como sexista, preconceituoso, retrógrado e machista.

Sou psicólogo e homem e vou dizer das coisas que eu já ouvi.

A maior parte dos homens tem uma vida emocional próxima dos 7 anos de idade. Não mais que isso.

Pense num garoto de 7 anos, como é a vida dele? Ele quer se enturmar com os amigos, impressionar as garotas (ainda que não admita) e ter o chamego da mãe. Algo diferente de um homem de 30 anos? Não muito.

Quando um homem (sim, estou generalizando) entra num relacionamento, se ele não for um malandro criado e convicto, realmente está disposto a ser leal e fiel à sua mulher. Quando cede ao relacionamento estável ele quer sossego emocional, cansou de putaria e quer descansar em paz ao lado de sua pequena.

Mas um homem apaixonado comete erros. Ele quer fazer o possível e o impossível pela sua parceira. Estranhamente as mulheres estão demasiadamente desconfiadas e traumatizadas que fazem jogo duro até aceitar tanto amor. Com o tempo aquele fogo vai dando lugar a uma amizade sexual consistente chamada namoro. Eles se gostam, fazem programas juntos e compartilham histórias pessoais cheios de felicidade.

Viciado em ser amado e admirado o homem se acomoda nos elogios cotidianos e nas falas amorosas de sua mulher. Deixa de fazer esforços para renovar o seu olhar e o dela. Ambos deixam de estimular aquele carinho especial e a sensação de singularidade um do outro.

Mulheres se fecham em mágoa, homens buscam recompensa imediata. Ela se tranca em suas emoções e congela, ele se afoba, estufa o peito e se atira na caça.

Mas o que o homem busca na caça?

As mulheres mais precipitadas acusam aquela velha necessidade instintiva do homem por sexo insaciável.

Até o homem pode achar que é isso o que ele quer, mas o motivo real é que ele quer se sentir vivo novamente. E para ele se sentir vivo novamente precisa acessar um lugar que lhe pertencia aos 7 anos de idade: “sou o queridinho da mamãe!”

Quando o homem trai ele vai atrás da mãe que o vanglorie só pelo fato dele espirrar. Quer ser amado sem condições, demonstrações de coragem ou qualquer esforço pessoal, sexual ou financeiro. Ele aspira um amor incondicional e sem pressões, como sua mãe querida oferecia.

O homem enlouquece quando encontra na colega do trabalho ou na prima gostosa do amigo esse tipo de olhar mágico que o deseja sem perguntar o nome. Ele incha o peito como o King-Kong e começa a galantear sem limites até conquistar aquela garota cobiçada.

Mas e a sua namorada que está em casa? Ele pensa “a amo, mas está bem pesado, quero só me divertir um pouco e depois volta tudo ao normal!”

Engano dele.

Não discuto aqui se é justificável ou não, só estou tentando descrever uma linha de ação tipicamente masculina sob uma ótica inconsciente. Ele busca a mãe.

__________________________

Leia também

TOP 5 sobre AMOR

TOP 10 sobre DESAMOR

TOP 8 sobre HOMEM

TOP 8 sobre MULHER

TOP 10 sobre a VIDA

TOP 8 sobre RELACIONAMENTOS

TOP 5 sobre FAMÍLIA

TOP 8 sobre SEXO

TOP 7 sobre SENTIMENTOS

TOP 5 sobre PERSONALIDADE

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Marina Azevedo

    No final… a culpa é sempre da mãe… já percebeu…

    • blogsobreavida

      Não sei se culpa, mas ela sempre no meio

  • Talvez seja da mãe.Me envolvi coim um amulher no mês de fevereiro de 2011 e durou até o dia 28 de maio de 2012.Eu sou casado e pai de um filho de 15 anos.Sou muito caseiro, trabalho em casa.Conheci esta mulher, pq seus aprentes moram no mesmo quintal que eu.Fui ser amigo, ajudar, acebei por envolver-me.Ela, sozinha, separada já por duas vezes, abandonada pela família, sem os filhos, evangélica, no início meiga, doce, atraente.Começamos com beijinhos, abraços, depois sexo.Me envolvi, me apeguei, aí começou o meu inferno.Rejeição, manipulação, fingimento, enfim, tudo de ruím.Agora estou lutando para esquecê-la.A história é longa, com detalhes, não vou esmiuçar aqui, mas se quiser me dar o endereço de e-mail de você FRED, aí detalharei.Estou enfrentando uma barra para esquecer esta mulher que é o cafageste em pessoa.É evangélica, mas mudou a pele, o couro, mas continua o lobo.

    Juliano Breda.

  • h67j uytjyu jy

    Canalhas.
    Instinto, porcos?

    Homem não pode ser respeitado não.
    Mulher tem que se soltar, dar pros amigos dele.
    Só assim ele vira homem e aprende a ter respeito por sentimentos da mulher.