Estar em casa

Viajar para outros ares dá aquele sentimento de excitação ansiosa e um pouco desassossegada. Apesar da sensação gostosa de passear e olhar o mundo de outro jeito em dado momento surge a vontade de voltar para casa.

Você se sente confortável na sua casa interior?

A nossa casa é aquele lugar recheado de pessoas que habitam concreta ou imaginariamente nossa vida. Ninguém mora só, ainda que não divida os lençóis com alguém.

Psicologicamente também guardamos esse sentimento. Há uma casa emocional que habitamos e que nos identifica como pessoas únicas. Temos muitos cômodos assim como graus de espaço íntimo que decidimos compartilhar com essa ou aquela pessoa.

Pensamos sempre oferecer um espaço confortável quando trazemos alguém para dentro. Queremos ser bem recebidos da mesma forma. No entanto poucas pessoas se atentam para esse detalhe.

Convidam os outros para entrar em suas vidas sem o menor cuidado de como podem recebê-la. Depois de um tempo dizem que a outra pessoa causou bagunça e prejudicou seus planos. Ela talvez nem tivesse planos, apenas especulações sobre si mesma!

Quando a outra pessoa se despede e vai embora o anfitrião descuidado se surpreende e diz: “fui abandonado”. Sua dor aumenta de forma devastadora, mas a pessoa não se recompõe porque não se dá conta que ainda está em casa.

Como você tem cuidado de sua casa interior? Se sente à vontade ou inquieto? Quer que as pessoas comprem ela sem visitar?

______________________

Outros artigos relacionados 

Mulheres de 30

Mulheres de 40

Vira homem

Mulheres independentes

Série Pare!

3 estágios da energia masculina e feminina

Uma mulher dá sempre jeito na vida de um homem

O carinho de uma mulher

7 coisas que revelam a infantilidade de uma mulher

5 coisas que um homem pode aprender com uma mulher

Não leve uma mulher muito à sério

A grande tristeza de uma mulher – leitura exclusiva para homens

O que uma mulher madura espera de um homem!

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Débora

    Esse pequeno texto me levou pra uma reflexão de uma forma que eu ainda não havia pensado:principalmente na parte do questionamento – quer que comprem ela sem visitar? – porque nós sabemos sobre nós (ao menos o essencial…rsss)e o outro… Vou pensar nisso…muuuuitooo… Bjo Fred, Feliz Páscoa!!!