Por que sempre escolho o homem errado?

Se você está lendo esse texto provavelmente é conhecida como a pessoa que tem o “dedo podre” (ou pelo menos conhece alguém assim).

Se escolher esse, o texto é para você!

Por que uma mulher desenvolve o dom de escolher o homem que só pira com a cabeça dela?

Elas são fascinadas por movimento!

Aqui vão algumas características do homem que você costuma procurar:

  • O cara que não vai namorar você:
  • costuma estar solteiro.
  • está solteiro há um tempo que mostra que ele quer continuar solteiro (é até meio lógico).
  • costuma tentar transar contigo antes de tudo.
  • lança ideias sempre safadas no seu email, Orkut e Facebook na esperança que você seja seduzida numa dessas.
  • conta histórias confusas que em pouco tempo você descobre que são mentiras.
  • costuma ser mais ousado, exatamente por que não tem nada a perder. Você é mais uma na lista dele.
  • nunca vai levar você para conhecer os amigos e a família dele.
  • costuma marcar compromissos no meio da semana ou em horários de “trabalho”.
  • costuma ser um típico pegador.
  • costuma parecer bom de cama num primeiro momento, mas você vai notar uma inquietação da parte dele depois que gozar (ele quer sair correndo do quarto).
  • desaparece, é instável e faz malabarismos com seus horários (provavelmente ele está tentando mais que uma, as vezes quer transar com duas no mesmo dia).
  • costuma pedir muito e oferecer pouco.
  • diante de um apelo de maior compromisso ele vai sempre querer ir com calma, dizer que está numa fase complicada, que está trabalhando muito e blábláblá
  •  faz você querer contar para todas as suas amigas que está saindo com ele.
  •  costuma ter um histórico de “relacionamentos” curtos.

 Aqui seguem algumas características do homem que você costuma ignorar:

  • O cara que realmente vai namorar você:
  • te conhece de um jeito que nem parece que vai rolar namoro.
  •  costuma sair de um relacionamento recente ruim
  •  é mais acanhado, pois na realidade tem medo de avançar mais do que deveria e parecer babaca.
  • provavelmente está numa fase meio carente e se reestruturando emocionalmente.
  • costuma falar coisas que parecem assustadoras como “eu realmente estou achando você uma garota incrível!”
  • costuma chegar na hora certa, pronto para te ver.
  • talvez não seja a fúria sexual à princípio, mas será aquele que se aprofundará  nos gostos sexuais em comum.
  • te convida para um programa de final de semana.
  • presta atenção em pequenos detalhes do seu comportamento, do seu olhar e de seus gostos.
  • costuma pedir pouco e oferecer muito.
  • pode parecer um “fofo” (não gosto dessa palavra, mas enfim…) e até um pouco disponível demais.
  • provoca um suave constrangimento e talvez você não vai ter pressa de apresentá-lo para todos.
  • costuma já ter vindo de namoros longos.

 Qual a grande sacada para saber que um cara não quer nada com você?

Você vai sentir no seu estômago, é possível que fique suspirando, mas vai perceber que ele deseja muito você e isso será fascinante, no entanto, não o suficiente. Ele provocará em você uma vontade súbita de transar, mas isso não será o suficiente. Você seria capaz de fazer qualquer negócio por ele mas não será suficiente.

Sabe por que? Porque ele nunca faria isso por você.

 Esse texto pode parecer clichê, mas lembre que se parece óbvio é porque provavelmente você não é um “dedo podre”.

 Para quem se acha dedo podre desenvolva sua própria capacidade de identificar aqueles que não querem nada muito sério com você.

Nunca se esqueça que esses são referenciais relativos, nunca absolutos…

Se gostou clique no botão compartilhar do Facebook e salve suas amigas dedo-podre!

________________________________________________

Artigos relacionados  

7 erros que toda mulher linda, inteligente e sensível comete para ficar solteira!

Como descobrir se um homem vai tratar bem de você depois de casar!

39 itens do seu checklist amoroso

Guerreiro sábio – Homem do terceiro estágio

“Isso nunca aconteceu comigo” – Broxar parte 2 de 2

Amor profundo

Energia feminina

Energia masculina

O ganharao – Homem do primeiro estagio

O sensível – Homem do segundo estágio

A Amélia – Mulher do primeiro estágio

A Guerreira – Mulher do segundo estágio

Plena – Mulher do terceiro estágio

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Pingback: 10 diferenças entre os meninos e os homens que eles deveriam saber! « Sobre a Vida()

  • Pingback: “Ele descobriu que é gay!” « Sobre a Vida()

  • Eu sou completamente viciada em seus textos! Mas é sempre aquele “esquema” leio, curto e compartilho! rs Mas esse aqui me fez repensar… É um texto básico, engraçado, mas bastante revelador… Eu me denominava dedo-podre!!
    Mas isso não é desde sempre… Já tive bons namorados e sim, já esnobei os caras certos…
    Mas essa “leva” de caras errados parecem um parasita e me acompanham já alguns anos… O fator “sair durante a semana” é clássico!!! Nos fins de semana eles somem e quando a gente pensa em desistir eles reaparecem mansinhos na segunda-feira! Como mulher é um bicho bobo!! Hahahahah
    A boa notícia é que estou encarando a fase com bom humor e sim, pretendo resistir as tentações dos cachorrões boa pinta para cair nas graças do fofo camarada!
    Me deseja sorte ai! 🙂

    Bjuuus

    • blogsobreavida

      Ainda bem que fiz uma lista básica. Gostei do seu blog…

      Bjs

  • Lari M

    Infelizmente sempre tive uma queda por cafajestes. Eles têm um jeito de ser, uma personalidade, um sorriso cativante (na minha opinião eles mesmos, num todo, o são). Mas é muito doloroso saber que o meu esforço para o fazer feliz não será retribuído e nem, ao menos, valorizado. Dói mesmo muito. Nem que seja a última coisa que faça: vou desenvolver um repelente contra os cafajestes e dar valor aos homens que me merecem. Vou dar amor aos homens de verdade. Que me vão tratar com o respeito que mereço.
    É isso.
    Obrigada pelo texto, Fred!!!