O delírio que nós adoramos viver: Ciúme

Quantas vezes você voltou numa balada pela quantidade de seguranças que estavam lá? Você já foi num parque de diversões por saber que as cercas que envolviam o lugar eram de ferro? Já foi visitar um conhecido porque ele chantageou você?

Aposto que a resposta é não.

Eu também quero !

Então, o que mantem uma pessoa ligada a outra?

É possível que você use o ciúme para controlar alguém como uma criança que acredita em Papai Noel.

O maior engano do ciúmes é que ele parte do pressuposto que é o controle que garante a qualidade da experiência. É uma grande desilusão perceber que a chantagem e a carência é um bom método de controle.

O ciumento nunca está suficientemente em paz, afinal o ciúme tem pouco a ver com a pessoa amada. Já notou que nenhuma garantia oferecida aplaca a desconfiança do ciumento?

O grande receio dele é de ser humilhado. Ele sustenta uma certa prepotência sobre a realidade, nada pode sair do previsto.

Diferente do que pensam o ciúme não é fruto de insegurança mas do medo de ser passado para trás e ficar por baixo. Portanto, é um medo que ameça o sei narcisismo, quanto maior é o ciúmes mais centrado no umbigo.

A questão não se resume ao campo afetivo-sexual, porque o ciumento costuma ser possessivo e metódico com tudo. Ele pensa com escassez e é daquelas pessoas que na festa de aniversário fica checando se a comida vai acabar ao invés de se divertir com os convidados.

O ciumento vive numa bolha psicológica que se restringe entre aliados leais e inimigos traidores. Sem notar escraviza emocionalmente os outros, o que parece muito mais mimo do que amor.

É também muito comum o ciúmes camuflar a inveja. Sabe aquela indisposição de ver o outro feliz sem você? O que você faz quando sua namorada se veste lindamente? Fica feliz e entusiasmado ou começa a fazer críticas? Se você tem o hábito de tirar a alegria dela, cortar seu direito de ser sensual, saudável, leve e feliz, isso é inveja não ciúme.

E provavelmente entre vocês dois só você pode aparecer. Para que?  Para ficar satisfeito com a sensação de que ela é sua e de mais ninguém? Eu adianto uma coisa para você, meu chapa, ela não será de mais ninguém, inclusive você mesmo. Aquilo que você mais gostava nela, a energia, vivacidade e sensualidade serão dinamitados pelo seu medo mesquinho de ser traído.

Eu sempre digo para os homens ciumentos: “pare de se preocupar se alguém tem um pinto maior que o seu, preocupe-se em fazer o seu trabalhar direito.”

Não é a cerca que segura o boi no pasto, mas sim o capim que ele come. Se sua grama é escassa, medrosa, invejosa e orgulhosa, você pode ter a cerca mais alta do mundo, o gado vai fugir. Vai fugir por uma razão simples, ele nunca esteve dentro de cerca nenhuma. A cerca só existia na cabeça de quem cercou.

Se quer superar o seu ciúme dê um jeito na sua vida.

Lembre-se que ao preparar a armadilha para aprisionar alguém você é a primeira acorrentada.

O máximo de controle que realmente terá é a sensação de que nada está no seu controle.

Se quer ter uma impressão razoável de segurança no seu relacionamento amoroso garanta que sua vida esteja em movimento. Cuide do seu jardim, da sua casa, do seu corpo, da sua mente antes de convidar alguém para entrar. Controlar o movimento de alguém paralisa você e a pessoa.

Se receber bem seu convidado ele sempre terá satisfação de voltar para uma nova visita sem que você peça ou o obrigue.

Se você acreditava em ciúme e em Papai Noel, desculpe se flagrei ele bêbado tomando whisky.

“Ciúme é uma gaiola imaginária cercando um pássaro que está fora dela.” @emebatista

____________________

Outros artigos de interesse

Machucaram o meu coração

3 vilões dos relacionamentos: carência

3 vilões dos relacionamentos: apego

3 vilões dos relacionamentos: jogos de poder

5 fases do término de relação amorosa

Por que você gosta de quem não gosta de você?

Por que tenho vontade de voltar com o ex?

Por que me sinto ligada em duas pessoas?

Por que é tão difícil terminar um relacionamento?

Como voltar a ter confiança depois de tanta desilusão amorosa?

A mágoa que mata uma relação amorosa

Por que ele perdeu o tesão por mim – parte 1

Swing emocional

Felizes para sempre!

O pai que está escondido na sua cabeça

18 maneiras de identificar a INVEJA no cotidiano – não leia esse texto

O melhor sexo é aquele que você é capaz de não fazer

Como voltar a ter confiança depois de tanta desilusão amorosa?

Como Walt Disney f*#@u minha vida

7 erros que toda mulher linda, inteligente e sensível comete para ficar solteira!

Sobre o sofrimento

O que uma mulher nào quer quando recusa sexo!

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Meu aplauso!

    Texto beirando a genialidade. Mas já dentro dela…

    Abraços,

  • Cara, vi seu post no pdh, estou impressionado! Seus textos são de altíssimo nível! Vou passar a noite lendo isso aqui pq é de mais!

    Abs

  • À proposito, parece que vc descreveu meu relacionamento com minha última namorada! Pena que este post não saiu do forno há quatro meses atrás…

    • Isso é uma excelente oportunidade de renovar suas intenções para a próxima felizarda!
      Abraços

  • Gisele

    É dificil ler tudo isso e conseguir enquadrar meu antigo relacionamento aqui. É libertador/desapontador ao mesmo tempo…