Como desenvolver a energia masculina?

Anteriormente eu descrevi algumas qualidades da energia masculina.

Existe um bárbaro que habita você!

Mas tenho recebido muitos pedidos para falar sobre como desenvolver essa energia masculina. Afinal, todo homem já se sentiu desorientado frente sua masculinidade.

Entendo essas perguntas como um resgate de uma conexão perdida por conta de muitos fatores:

  • Filhos criados por mães superprotetoras.
  • Educação centrada no cuidado, no zelo, no respeito, na justiça e negação da força, agressividade e ousadia.
  • Pai visto como ausente ou fraco.
  • Pai visto como dominador, violento, machista e mulherengo.
  • Pouca confiança na força física e/ou aparência na infância.
  • Passou por bullying
  • Algum tipo de trauma ou abuso sofrido

Essas e outras tantas variáveis podem ajudar a construir a identidade de energia sexual com mais ênfase numa energia feminina. Isso pode ser uma queima de etapa em que o homem tenta suprimir o 1o estágio da manifestação do masculino para ser um homem “melhor”, respeitoso, carinhoso, sensível e emotivo do segundo estágio. Essa visão de mundo tem suas vantagens, sem dúvida.

O grande problema de pular fases é que algo na natureza humana reivindica sua manifestação. Na interação amorosa com uma mulher esse homem sensível descobrirá as limitações de sua postura excessivamente cautelosa frente ao feminino. Existe um Guerreiro dentro dele tentando se manifestar.

O feminino é uma força que deve ser conduzida de uma forma especial. Essencialmente fluida, intensa, irradiante, emotiva e viva o feminino necessitará (mesmo a contragosto) da interação com elemento masculino para dar o contexto de suas forças incontroláveis.

O homem sensível (ou fofo) irá se descontrolar junto com o feminino de uma mulher. Se uma barata aparece na cozinha sua mulher começa a gritar e ele também.

Essa é uma metáfora tola serve para identificar uma tendência do homem sensível em assumir com facilidade uma vulnerabilidade emocional que não ajudará sua mulher. Como consequência essa mulher irá compensar a falta da energia masculina do seu homem tornado-se ela própria a manifestação do masculino.

Como consequência essa mulher começa ter acessos de irritabilidade, mau humor, rispidez e teimosia exagerada. O homem permanecerá em relacionamentos desgastantes sofrendo silenciosamente e incapaz de colocar um ponto final. O sexo fica ruim, o convívio dominado por brigas e uma apatia gritante por parte de ambos.

Existem algumas coisas que um homem pode fazer para estimular o resgate de sua energia masculina. Perceba que são treinos de postura que incitam o vigor, a capacidade de fortalecer o silêncio, as pausas, os cortes, a liberdade e a consciência profunda masculina.

Físico: atividades que exercitem força (musculação) e resistência aeróbica (corrida, bicicleta), artes marciais (disciplina, controle, precisão), dança de salão (capacidade de conduzir, ser flexível, tomar decisões imprevisíveis)

Emocional: cultivar liberdade, visualizar multiplos caminhos, terapia, filmes e músicas que tratem de ações que trazem resultado e mudanças no mundo.

Mental: leituras sobre o comportamento de homens notórios e realizados, quebrar paradigmas sobre relacionamentos, observar os jogos emocionais que criamos e como isso pode nos paralisar, assumir posturas pró-ativas, refletir sobre como pensa ser uma vida plena e com significado.

Espiritual: cultivar uma visão transcendente intimamento conectada com ação prática, dedicar-se a algo que presente uma transformação no seu meio de convívio seja como profissional ou voluntário.

Social: amplie o círculo de amizades, saia da toca do seu relacionamento amoroso fechado, procure amigos que tenham a energia masculina mais focada e presente (mesmo que cause um desconforto inicial), conheça mais lugares, explore possibilidades, delimite melhor suas ações e não desperdice seu tempo.

Sexual: comece a procurar informações sobre qualidade de vida sexual, pratique com sua parceira ou sozinho novos horizontes e vivências, ouse seus moralismos, invente novos caminhos, experimente ser mais intenso, mais agressivo e impositivo (como um treino).

Obviamente essas são só sugestões não conclusivas que você não só pode, como deve se aplicar. Você estará incompleto enquanto persistir no discurso que está tudo bem ser essa pessoa sensível e que uma hora vai encontrar sua cara metade.

Não existe uma solução definitiva e cada um vai encontrar o seu caminho pessoal e nem metade do que pode ser feito e desenvolvido está descrito aqui. Mas lembre-se de um detalhe importante que eu não disse até agora.

Não importa como foi seu pai, enquanto não aceitá-lo e reconhecê-lo em seu coração com honestidade sua energia masculina estará sempre comprometida.

Não espere as condições ideais na vida, ela nunca vai ficar mais fácil!

E ser medo de assumir essa postura aprenda algo com o Falcão no vídeo abaixo e vire o boné!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=bP_FGo3k_SQ&feature=related]

____________________

Outros artigos de interesse 

Guerreiro sábio – Homem do terceiro estágio

O ganharao – Homem do primeiro estagio

O sensível – Homem do segundo estágio

3 vilões dos relacionamentos: carência

3 vilões dos relacionamentos: apego

3 vilões dos relacionamentos: jogos de poder

5 fases do término de relação amorosa

Por que você gosta de quem não gosta de você?

Por que tenho vontade de voltar com o ex?

Por que me sinto ligada em duas pessoas?

Por que é tão difícil terminar um relacionamento?

A mágoa que mata uma relação amorosa

Por que ele perdeu o tesão por mim – parte 1

O pai que está escondido na sua cabeça

18 maneiras de identificar a INVEJA no cotidiano – não leia esse texto

O melhor sexo é aquele que você é capaz de não fazer

Sobre o sofrimento

O que uma mulher nào quer quando recusa sexo!

About the author

Sonhador nato, psicólogo provocador, apaixonado convicto, escritor de "Como se libertar do ex" e empresário. Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas medita, faz dança de salão e lava pratos.

Related posts

  • Gostei muito desse site!

  • Leonardo

    Eu só não me identifico com os itens 4, 5 e 6. Sobre a criação é claro que altera uma pessoa, a supermãe tem uma parcela de culpa nessa história, e nós às vezes por escutar tudo o que elas dizem.

    Essa frase eu “adivinhei” a um tempo atrás, mas ainda estou tentando.
    “Não importa como foi seu pai, enquanto não aceitá-lo e reconhecê-lo em seu coração com honestidade sua energia masculina estará sempre comprometida.”

    O maior problema não é medo de virar bárbaro, é o medo de virar uma figura “errada” colocada na sua cabeça, imposta pela sociedade, o medo de se transformar num “homem que não presta” dito pelo sexo feminino ou no conceito de “do bem” criado pela sua mãe. Sem uma presença paterna, alguém para ensinar, para seguir, às vezes a gente fica sem norte.

    Felizmente a mente aberta e a inteligência me ajudam a perceber o que há de errado, o que deve ser feito, ler, amadurecer e ir atrás. Acho que muitos que lêem esse texto e se identificam, procuram a busca em “virar homem” sem virar um vilão, uma figura masculina que agrade uma mulher de verdade, que transmita proteção e segurança (física e emocional), conseguir equilibrar o bruto e o sentimental, o cafa e o romântico, o seu lado bom e o mau, o amor e o sexo, a razão e a emoção.