Browsing Category

Vida

O sofrimento nos ensina…

* Por Frederico Mattos, psicólogo Na maior parte das vezes recebo em meu consultório pessoas que estão em algum estado superficial ou profundo de sofrimento. As primeiras sessões em particular são carregadas de colorido e notei algo curioso nesses relatos, alem de intensos e dolorosos também são carregados de detalhamento narrativo, sinto ao ouvir que […]

Faça mais e sinta menos (será?)

* Por Frederico Mattos, psicólogo Se eu pudesse reduzir o maior problema da sociedade contemporânea em um único ponto seria o medo de viver. Estranhamente é o que as pessoas dizem que mais buscam, viver. A maioria associa diretamente a sensação de viver com condições externas, como ter uma casa maior, uma viagem incrível, um […]

De vem o sentimento de vazio?

* Por Frederico Mattos, psicólogo A queixa que mais ouço das pessoas em consultório, ainda que não declaradas dessa forma, é a de que sentem um vazio emocional que as impede de sentirem uma real sensação de alegria ou entusiasmo com o que ocorre em suas vidas. Muitas delas tem uma boa vida, confortável financeiramente, […]

“Dar certo na vida” pode ser um inferno

Como a pressão por felicidade e sucesso pode causar infelicidade e fracasso * Por Frederico Mattos, psicólogo O amigo que esta graduando (ou pós-graduando) comenta com o outro. -Tá foda, baita correria, não tenho tempo para nada, só estudando e trabalhando e tentando equilibrar os pratos. Sabe como é que é, matando um leão por […]

Carta aberta aos estudantes de Psicologia

* Por Frederico Mattos, Psicólogo clínico e escritor Queridas pessoas psicologizandas (inventei essa palavra) Vocês escolheram uma das profissões que terá, cada dia mais, um impacto decisivo para os rumos da humanidade. É presunçoso isso, mas antes de tudo o psicólogo é alguém que pensa a vida. Ser estudante de psicologia, portanto, não diz respeito somente […]

Carta para uma suicida – dia #27 [sobre justiça]

Sobre justiça *Por Frederico Mattos A justiça é um conceito controverso, ela parte do princípio de que se as coisas fossem equilibradas e equânimes ficaríamos saciados e satisfeitos. A justiça regularia as interações humanas de tal modo que todos tivessem as mesmas condições e resultados parecidos, sem desequilíbrios. A vida não é justa, o mundo […]

Carta para uma suicida – dia #25 [sobre dependência emocional]

Sobre dependência emocional *Por Frederico Mattos Somos todos dependentes uns dos outros. Ressalto: TODOS. Há os que admitem, e os que não. Há uma epidemia moderna que eu chamo de autossuficiência tóxica que torna todas as pessoas afetivas, sensíveis e humanas digna de rótulos: carente, dependente e fraca. Assumir a dependência emocional é um ato […]

Carta para uma suicida – dia #24 [sobre remédios psiquiátricos]

Sobre remédio psiquiátrico *Por Frederico Mattos Eu entendo o medo que muitas pessoas tem sobre remédios psiquiátricos, existe abuso de muitos usuários, efeitos colaterais, psiquiatras exagerados, industria farmacêutica desastrosa, ciência exata, especulações milhares, enfim, muitos pontos negativos. Mas acredito que o maior problema que pega mesmo sobre remédios desse tipo é que elas parecem confirmar […]

Carta para uma suicida – dia #15 [desejo]

Sobre desejo *Por Frederico Mattos Não há coisa mais desconcertante do que lidar com os desejos, não escolhem lugar, hora, pessoa e regras, apenas desejam. Como é a parte incontrolável da nossa vida os desejos são bem-vindos e ao mesmo tempo temidos. Como vivemos em sociedade precisamos colocar os impulsos para refrescar um pouco antes […]

Carta para uma suicida – dia #12 [sobre Deus]

Sobre Deus *Por Frederico Mattos Caixa eletrônico, cabide de emprego, babá de adulto, médico de paciente negligente, psicólogo de quem não cultivou emoções construtivas, juiz de causas egoístas, muitos são os papéis atribuídos injustamente a Deus. Sendo uma figura tão importante certamente merecia mais de nós. Ele merecia cuidar daquilo que a gente realmente não […]

Carta para uma suicida – dia #7 [relacionamentos amorosos]

Sobre relacionamentos amorosos *Frederico Mattos, psicólogo clínico e escritor É estranho ser reconhecido como uma autoridade no tema relacionamentos amorosos, afinal, até pouco tempo eu fui um verdadeiro desastre em matéria de me relacionar com alguém que eu amava. Comecei qualquer interação amorosa bem tarde, aos quase 23 anos. Até ali eu tinha uma lista […]